N°2307, 10 DE dezembro DE 2020

Documento de Origem Baixar
LEI2307.20 LOA, Estima a Receita e Fixa a Despesa do Município de Naviraí (MS), para o exercício financeiro de 2021 e dá outras providências.
 
OBJETO: Estima a Receita e Fixa a Despesa do Município de Naviraí (MS), para o exercício financeiro de 2021 e dá outras providências.

O PREFEITO MUNICIPAL DE NAVIRAÍ, ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL, faz saber que a Câmara Municipal aprovou e ele sanciona a seguinte Lei.

Art. 1º Esta Lei estima a Receita e Fixa a Despesa do Município de Naviraí, para o exercício financeiro de 2021, compreendendo:

I - O Orçamento Fiscal, referente aos Poderes do Município, seus Fundos, Fundações, Autarquias, Órgãos e Unidades da Administração Pública Municipal Direta e Indireta.

II - O Orçamento da Seguridade Social, abrangendo Fundos, Fundações, Autarquias, Órgãos e Unidades da Administração Pública Municipal Direta e Indireta.

Art. 2º O conjunto do Orçamento Fiscal e da Seguridade Social do Município de Naviraí para o exercício de 2021, estima a Receita e fixa a Despesa no valor total consolidado de R$ 254.320.000.00 (duzentos e cinquenta e quatro milhões trezentos e vinte mil reais).

Art. 3º A Receita Orçamentária decorrerá da arrecadação de tributos, transferências constitucionais e outras receitas correntes e de capital, de acordo com a legislação vigente, em conformidade com a Lei de Diretrizes orçamentárias (LDO) e separada por fontes de recursos, obedecendo a Portaria TC/MS nº 69/2013 do Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul – TC/MS e a Resolução 88 do TCE/MS e alterações posteriores demonstradas nos quadros que acompanham esta Lei.

Parágrafo único Se houver alteração nas normas legais quanto às fontes ou classificação de fontes, fica autorizado o remanejamento das fontes e suas despesas, através de suplementação.

Art. 4º A receita será arrecadada nos termos da legislação vigente e das especificações constantes dos quadros integrantes desta lei, observado o seguinte desdobramento:

RECEITA

VALOR EM R$

RECEITAS CORRENTES

  R$ 231.810.346.04

IMPOSTOS, TAXAS E CONTRIBUIÇÕES DE MELHORIA

R$ 43.236.900.00

RECEITA DE CONTRIBUIÇÕES

R$ 12.448.991.00

RECEITA PATRIMONIAL

R$ 4.606.139.80

RECEITA DE SERVIÇOS

R$ 1.001.00

TRANSFERÊNCIAS CORRENTES

R$ 194.146.060.00

OUTRAS RECEITAS CORRENTES

R$ 2.730.522.68

(-) DEDUÇÃO DE RECEITAS DE TRANSFERÊNCIAS

R$ -25.359.268.44

RECEITAS DE CAPITAL

R$ 6.120.000.00 

OPERAÇÕES DE CRÉDITO

R$ 2.500.000.00

ALIENAÇÃO DE BENS

R$ 200.000.00

TRANSFERÊNCIAS DE CAPITAL

R$ 3.420.000.00

RECEITAS INTRAORÇAMENTÁRIAS

R$ 16.389.653.96 

RECEITAS INTRAORÇAMENTÁRIAS CORRENTES

R$ 10.935.000.00

OUTRAS RECEITAS CORRENTES

R$ 5.454.653.96

RECEITA TOTAL

R$ 254.320.000.00

Parágrafo único. Durante o exercício financeiro de 2021 a receita poderá ser alterada de acordo com a necessidade de adequá-la à sua efetiva arrecadação.

Art. 5º O Orçamento para o exercício de 2021, por ser uno, conforme consagra a legislação, inclui todas as receitas arrecadadas pelo Município, a qualquer título, inclusive as que se destinam aos diversos Fundos, Fundações e Autarquias e, também, todas as despesas fixadas para a Administração Direta, Indireta e de cada Fundo, Fundação e Autarquia, vinculados a um órgão, na condição de Unidade Orçamentária.

Art. 6º Os Gestores e Ordenadores de Despesas dos Fundos, Fundações, Autarquias, Órgãos e Unidades que integram o Orçamento Geral do Município, deverão, para efeito de execução orçamentária, adotar, cada um, o Quadro Demonstrativo da Receita e o Plano de Aplicação dessas Unidades que acompanham, como anexo, a presente lei, conforme preceitua o inciso I, § 2º do art. 2º da Lei nº. 4.320/64, no que couber a cada Unidade de Execução Orçamentária.

Art. 7º A Mesa da Câmara os Gestores e Ordenadores dos Fundos, Fundações, Autarquias, Órgãos e Unidades, encaminharão ao Setor de Contabilidade da Prefeitura, até o dia 20 (vinte) de cada mês subsequente, os Balancetes Mensais, para fins de atendimento do que dispõe os artigos 50 e 52 da Lei Complementar nº. 101 de 04 de maio de 2000.

Art. 8º A Despesa será realizada de acordo com as especificações constantes dos quadros que integram esta Lei, observado o seguinte desdobramento:

DESPESAS POR UNIDADES ORÇAMENTARIAS

FONTE

VALOR

TOTAL

PODER LEGISLATIVO

100.000

7.575.284.11

Câmara Municipal

7.575.284.11

PODER EXECUTIVO

Gabinete do Prefeito

100.000

4.754.503.00

Total Gabinete

4.754.503.00

Gerência de Administração

100.000

6.656.387.79

128.000

502.000.00

192.000

200.100.00

Total Gerência Administração

7.358.487.79

Gerência de Finanças

100.000

6.967.001.00

116.000

1.00

170.074

1.00

Total Gerencia

6.967.003.00

Gerência de Obras

100.000

10.348.009.00

117.000

3.340.000.00

123.000

5.310.000.00

170072

40.200.00

180.501

1.902.000.00

180.502

1.402.000.00

190.000

2.500.000.00

170.074

1.00

Total Ger. Obras

24.842.210.00

Gerência de Educação e Cultura

100.000

100.000.00

101.000

22.138.200.00

115.049

2.302.000.00

115.050

250.000.00

115.051

902.000.00

115.052

102.000.00

115.053

802.000.00

120.000

302.000.00

124.000

622.000.00

Total Ger. Educação

27.520.200.00

Gerência de Desenvolvimento Econômico

100.000

1.468.003.00

123.000

230.000.00

Total Ger. Desenv. Econômico

1.698.003.00

Gerência de Meio Ambiente

100.000

3.538.011.00

Total da Ger. Meio Ambiente

3.538.011.00

Gerência de Receita

100.000

2.545.003.00

Total

2.545.003.00

Gerência de Orçamento e Contabilidade

100.000

530.500.00

Total

530.500.00

Gerencia de Esportes e Lazer

100.000

1.332.501.00

Total

1.332.501.00

Gerência de Planejamento e Gestão

100.000

132.005.00

Total

132.005.00

Gerência de Serviços Públicos

100.000

10.267.004.00

116.000

121.999.00

117.000

1.660.000.00

123.000

360.000.00

127.000

3.00

170.074

451.998.00

Total

12.861.004.00

Reserva de Contingencia

100.000

3.571.696.14

Total

3.571.696.14

FUNDEB

118.000

27.962.000.00

119.000

6.148.000.00

Total

34.110.000.00

Fundo Municipal de Investimento Social

181.503

550.000.00

100.000

425.000.00

Total

975.000.00

Fdo. Mun. Direito Pessoa Portadora Deficiência

100.000

35.000,00

Total

35.000,00

Fundo Municipal de Desenvolvimento Econômico

100.000

42.900,00

Total

42.900,00

Fundo Municipal do Meio Ambiente

100.000

571.500.00

Total

571.500.00

Fundo Municipal de Habitação de Interesse Social

100.000

1.325.001.00

123.000

1.002.000.00

130.000

51.000.00

Total

2.378.001.00

Fundação de Cultura

100.000

780.000.00

127.000

249.997.00

Total

1.029.997.00

Fundo de Previdência Servidores Públicos – NAVIRAIPREV

103.000

25.351.646.96

143.000

1.710.000.00

144.000

855.000.00

Total

27.916.646.96

Fundo Municipal de Saúde

102.000

33.092.500.00

114.039

6.119.700.00

114.041

13.522.500.00

114.334

200.000.00

114.045

760.600.00

114.043

348.000.00

114.047

13.000.00

114.040

1.305.000.00

121.000

1.990.000.00

125.000

733.000.00

131.048

50.000.00

131.039

1.045.700.00

131.041

9.409.960.00

131.045

201.000.00

131.043

124.000.00

181.000

2.252.000.00

114.340

3.100.000.00

131.040

300.000.00

Total

74.566.960.00

Fundo Municipal de Assistência Social

100.000

5.641.384.00

129.000

896.600.00

134.000

10.100.00

182.000

279.000.00

126.000

51.000.00

Total

6.878.084.00

Fundo Municipal da Criança e do Adolescente

100.000

29.000.00

150.000

60.500.00

Total

89.500.00

Fundo Municipal Direito Difuso – Procon

100.000

500.000.00

Total

500.000.00

Total Geral

254.320.000.00

Art. 9º O Poder Executivo, respeitadas as demais prescrições constitucionais e nos termos da Lei nº. 4.320/64 fica autorizado a abrir créditos adicionais suplementares até o valor correspondente a 30% (trinta por cento) sobre o total da despesa fixada no orçamento geral do Município, observado as disposições contidas na Lei de Diretrizes Orçamentárias, utilizando os recursos previstos no § 1º do Artigo 43 da Lei Federal nº. 4.320/64, com a finalidade de incorporar valores que excedam as previsões constantes desta Lei, podendo para tanto suplementar ou anular dotações entre as diversas fontes de receitas e diversas unidades orçamentárias e fundos.

Parágrafo único. Se houver excesso de arrecadação em qualquer fonte de recursos, fica o Poder Executivo autorizado a abrir crédito suplementar até o limite do excesso evidenciado em qualquer, programa, projetos ou atividades, considerando a tendência de arrecadação do exercício nos Fundos, Fundações, Autarquias e Órgãos, considerando os excessos por fontes de receita.

Art. 10 Dentro do limite previsto no artigo anterior, fica autorizada a abertura de créditos adicionais especiais para a criação de elementos de despesa que na execução orçamentária se fizerem necessários ou que apresentem insuficiência de dotação, de acordo com os artigos 40, 41, 42 e 43 e seus parágrafos e incisos, constantes da Lei Federal 4.320/64, podendo a Administração Municipal remanejar as dotações entre as diversas unidades orçamentárias e diferentes fontes de receita prevista nesta Lei Orçamentária.

§ 1º Fica o Poder Executivo, observadas as normas de controle e acompanhamento da execução orçamentária, e com a finalidade de facilitar o cumprimento da programação aprovada nesta lei, autorizado a remanejar recursos, entre atividades e projetos de um mesmo programa, no âmbito de cada órgão, obedecida a distribuição por grupo de despesa.

§ 2º Excluem-se do limite estabelecido no artigo anterior desta Lei Orçamentária, para a abertura de créditos adicionais para utilização dos Poderes Executivo e Legislativo, as suplementações de dotações visando o atendimento à ocorrência das seguintes situações:

I – insuficiência de dotação dentro de um mesmo grupo de despesa, em conformidade com os grupos especificados na LDO;

II – insuficiência de dotação no grupo de despesas 1- Pessoal e Encargos Sociais;

III – insuficiência de dotação nos grupos de despesas 2- Juros e Encargos da Dívida e grupo de despesa 6- Amortização da Dívida;

IV – suplementações para atender despesas com o pagamento das Dívidas e Precatórios Judiciais.

V – suplementações que se utilizem dos valores apurados conforme estabelece nos incisos I e II do § 1º do artigo 43, da Lei Federal 4.320/64.

VI - suplementações destinadas a atender alterações nas fontes de receita por forca de novas normas legais.

VII – suplementações para remanejamento dos saldos orçamentários apurados nas unidades que serão criadas, extintas, fusionadas ou incorporadas, para implementação das disposições das leis que alterarão a estrutura administrativa da prefeitura municipal.

VIII – suplementações para atender despesas com educação do ensino fundamental e infantil.

IX– suplementações para atender despesas com ações e serviços de saúde.

X - para atender insuficiência de dotação dentro do mesmo grupo de fontes de recursos.

Art. 11 Fica o Poder Executivo na execução orçamentária autorizado a:

I - Tomar todas as medidas necessárias para ajustar os dispêndios ao efetivo comportamento da receita;

II - Proceder à centralização parcial ou total de dotações da Administração Municipal;

III - Promover a concessão de subvenções sociais ou auxílios a entidades públicas ou privadas, mediante Convênios ou termos de ajustes e outros auxílios financeiro a pessoas físicas, observado o disposto na Lei de Diretrizes Orçamentárias e, ainda, assinar convênios ou termos de mútua colaboração com órgãos e entidades da Administração Pública Federal, Estadual e Municipal, e ainda conveniar com Entidades Públicas e Privadas sem fins lucrativos;

IV - A conceder reajustes de pessoal Ativo e Inativo, observando os dispositivos Constitucionais e aos artigos n.º 19 e n.º 20 da Lei Complementar n.º 101 de 04 de maio de 2000.

Art. 12 Após a aprovação da proposta de Lei Orçamentária, o Poder Executivo Municipal tem até o dia 31 de janeiro de 2021 para enviar à Câmara Municipal, cópia completa dos Quadros de Detalhamento das Despesas e do Orçamento Anual, devidamente corrigido e adequado com as alterações e modificações que porventura sejam aprovadas pelo Legislativo.

Art. 13 Ficam aprovados os Quadros Demonstrativos das Despesas e Plano de Aplicação para o Exercício de 2021 os seguintes Fundos, Fundações e Autarquias, que acompanham a presente Lei e seus anexos.

I - Fundo de Previdência Social - NAVIRAIPREV, no valor de R$ 27.916.646.96;

II - Fundação de Cultura, vinculado a Gerência de Educação e Cultura, no valor de R$ 1.029.997.00;

III- Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica – FUNDEB, vinculado a Gerência de Educação e Cultura, no valor de R$ 34.110.000.00;

IV- Fundo Municipal de Saúde, vinculado a Gerência de Saúde, no valor de R$ 74.566.960.00;

V- Fundo Municipal de Assistência Social, vinculados à Gerência de Assistência Social, no valor de R$ 6.878.084.00

VI- Fundo Municipal de Investimento Social, vinculado à Gerência de Assistência Social, no valor de R$ 975.000.00;

VII - Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, vinculado a Gerência de Assistência Social, no valor de R$ 119.000.00;

VIII- Fundo Municipal dos Direitos da Pessoa Portadora de Deficiência, vinculado a Gerência de Assistência Social, no valor de R$ 35.000,00;

IX- Fundo de Desenvolvimento Econômico, vinculado à Gerência de Desenvolvimento Econômico, no valor de R$ 42.900.00;

X – Fundo Municipal de Meio Ambiente, vinculado a Gerência de Meio Ambiente, no valor de R$ 571.500.00;

XI – Fundo Municipal de Habitação de Interesse Social, vinculado a Gerência de Obras e Serviços Públicos, no valor de R$ 2.378.001.00;

XII – Fundo municipal de Direito Difuso – Procon, vinculado ao Gabinete no valor de R$ 500.000.00

Art. 14 Em cumprimento ao Artigo 29-A da Constituição Federal, o Executivo Municipal se obriga a suplementar ou deduzir o Orçamento Geral da Câmara Municipal de Naviraí, em até 30 (trinta) dias após o encerramento do exercício de 2020, tendo por base a receita efetivamente arrecadada no exercício financeiro de 2020, e ate o limite de 7% (sete por cento) previsto na Constituição Federal.

Art. 15 Constará nesta Lei, nos termos do artigo 5º da Lei Complementar 101/2000, a previsão de uma reserva de contingência no valor de até 1% (um por cento) da Receita Corrente Líquida, para atendimento complementar das situações de passivos contingentes e outros riscos e eventos fiscais imprevistos.

Art. 16 De acordo com o Art. 10 da Lei nº 2.089, de 14 de dezembro de 2017, fica atualizado automaticamente o Plano Plurianual vigente para o período de 2018 a 2021, de acordo com os anexos desta lei.

Art. 17 Esta Lei entrará em vigor em 1º de janeiro de 2021, revogadas as disposições em contrário.

Naviraí, 10 de dezembro de 2020.

JOSÉ IZAURI DE MACEDO

Prefeito Municipal

ANEXO I A LEI Nº 2.307, DE 10 DE DEZEMBRO DE 2020

Organizações sociais, sem fins lucrativos, nominadas para transferência de recursos destinados à execução de atividades ou projetos de interesse e competência do município nas áreas de educação, saúde, assistência social, cultura, meio ambiente e esporte, entre outras, com as entidades sem fins lucrativos, através processo de inexigibilidade de chamamento público.

CNPJ

NOME

12.667.186/0001-16

ABRIGO SÃO JOSE DE NAVIRAI

17.268.321/0001-74

ASSOCIAÇÃO AGAPE

17.948.888/0001-91

ASSOC. NAVIRAIENSE PESSOAS DEFIC. - ANPEDE

03.907.599/0001-30

APAE – ASSOC. PAIS E AMIGOS DOS EXCEPCIONAIS

01.371.966/0001-06

ASSOC. PROTETORES CRIANÇAS ADOLESCENTES NAVIRAI - APROCAN

07.664.417/0001-06

CASA LAR SANTO ANTONIO DE NAVIRAI

06.913.924/0001-65

CASA DE RECUPERAÇÃO MAANAIN

07.800.081/0001-53

CLUBE ESPORTIVO NAVIRAIENSE - CEN

04.344.188/0001-46

NAVIRAI FUTEBOL CLUBE

08.026.084/0001-44

CONSELHO COMUNITARIO DE SEGURANÇA NAVIRAI

01.754.243/0001-88

FUNDAÇÃO DE APOIO A PESQUISA – FAPEMS

06.278.383/0001-40

GEBIO-GRUPO ESTUDOSPROTEÇÃOA BIODIVERSIDADE

26.857.243/0001-34

GRUPO ESPIRITA PAULO E ESTEVÃO

24.643.959/0001-03

GUARDA MIRIM DE NAVIRAI

03.163.912/0001-72

HOSPITAL PSIQUIATRICO DR. ADOLFO B. MENEZES

24.644.015/0001-50

LAR DA CRIANÇA AMOR E FRATERNIDADE

08.364.849/0001-56

MÃOS & PATAS

05.369.527/0001-01

REDE FEMININA COMBATE AO CANCER – NAVIRAI

13.213.729/0001-98

ASSOCIAÇÃO DE UNIVERSITARIOS DE NAVIRAI

03.907.839/0001-04

ARA–ASSOCIAÇÃO DE RECUPERAÇÃO DE ALCOOLATRAS DE NAVIRAI-MS

49.150.352/0001-12

FUNDAÇÃO PIO XII

03.264.353/0001-97

ASSOCIAÇÃO DE REABILITAÇÃO PARCEIROS DA VIDA

15.961.510/0001-33

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO MATO GROSSO DO SUL

18.071.599/0001-10

CONSELHO DA COMUNIDADE DE NAVIRAÍ – MS

03.904.174/0001-77

SELETA SOCIEDADE CARITATIVA E HUMANITÁRIA – S.S.C.H

02.317.085/0001-61

ASSOCIAÇÃO NAVIRAIENSE TERRA E PAZ - ANTEP

06.144.290/0001-23

ROTARY CLUB DE NAVIRAI

07.775.847/0001-97

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA GRANDE DOURADOS-UFGD

03.784.98/00001-59

ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA BANCO DO BRASIL – AABB/NAVIRAÍ-MS